LIVROS DE VERA LUCIA MARINZECK PDF

Customers who viewed this item also viewed. Como Eu Entendo — Antologia dos Imortais:: Livrox the Advanced Searchyou can find items by searching specific terms such as Title, Artist, Song Title, Genre, etc or you can narrow your focus using our amazing set of criteria parameters. Get cash back by mqrinzeck your textbooks vera lucia marinzeck de carvalho Alibris. Get fast, free shipping with Amazon Prime. Como Eu Entendo — Doutrina e Vida:: O voo da gaivota Portuguese Edition Apr 29, If you are a seller for this product, would you like to suggest updates through seller support?

Author:Kagabar Shaktigul
Country:Swaziland
Language:English (Spanish)
Genre:Marketing
Published (Last):21 October 2008
Pages:341
PDF File Size:9.79 Mb
ePub File Size:9.43 Mb
ISBN:348-7-56176-913-3
Downloads:86631
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Musar



Estava nosso personagem sentado numa grande pedra, olhando o mar, fascinado. As casas de tijolos eram poucas, pintadas de verde-claro ou branco. Os moradores ou viviam da pesca, ou eram pequenos agricultores. Quando as ondas quebravam, formavam espumas brancas que se desmanchavam na areia.

Lindas pedras de interessantes formatos. Estava curioso para saber dos detalhes que envolviam aquela aldeia perdida no litoral brasileiro. O sol perdia-se no horizonte anunciando que logo se esconderia, deixando a noite reinar.

Fez uma pausa e me observou, a palavra interessante tivera o efeito desejado. Certamente o acompanhei com imenso prazer. Era quase noite, a claridade escasseava. Normalmente, algo de muito errado acontecia. Pessoas assim ou estariam fazendo o mal ou colaborando com a maldade. O dinheiro que me deu foi a conta — respondeu o barqueiro. Jair pegou uma caixa e agradeceu novamente ao homem. O barqueiro o olhou de modo esquisito, virou as costas e continuou seus afazeres.

Jair saiu da praia segurando a caixa como se fosse um tesouro. Jair caminhava rapidamente entre as pedras, demonstrando conhecer bem o lugar. O rochedo era acidentado, algumas pedras maiores se destacavam das demais. O menino ia contornando as grandes e, em frente a uma pedra enorme, o garoto demonstrou que chegou. Entre duas pedras, havia uma passagem estreita que permitia com facilidade a passagem de uma pessoa adulta.

Essa cavidade ficava bem escondida. Jair entrou e o seguimos. O local era bonito, uma gruta natural de pedras escuras. O ar estava carregado e o cheiro era nauseabundo, uma mistura de mofo, sujeira e carnes podres, embora a gruta estivesse bem varrida e aparentemente tudo em ordem e no lugar. Ali tinha uma mesa pequena servindo de altar. Do lado direito da mesa, um objeto de um palmo e meio de altura, coberto por um pano branco e sujo.

No meio, um grande cinzeiro de vidro, cor cinza, que certamente era usado para os fumadores de charutos. Um grande rato comia um talo de galho seco. Perto do rato, uma travessa feita de bambu. Este rochedo tem fama de assombrado e aqui quase todos temem o sobrenatural. Tudo parecia dormir.

EN LA COLONIA PENITENCIARIA DE FRANZ KAFKA PDF

Vera Lucia Marinzeck De Carvalho

.

EL CAMPO DE GRISELDA GAMBARO PDF

Cativos e Libertos - Vera Lucia Marinzeck De Carvalho

.

HUGH PRATHER PALABRAS A MI MISMO PDF

Livro: Novamente Juntos (pdf)

.

Related Articles